Total de visualizações de página

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Nossas concepções


PLANO DE ENSINO - Concepções

 

Objetivo Geral – Tornar a Escola um espaço rico em experiências, através de projetos didáticos  e atividades permanentes, visando o desenvolvimento pleno da criança em seus múltiplos aspectos, usufruindo dos espaços e materiais disponibilizados pela Unidade Educacional.

 

Concepção de Educação

Entendemos a educação como um processo de construção de um indivíduo. Deve estar comprometida com a sua formação plena, promovendo o despertar de sua criatividade e sensibilidade, o acesso à cultura e tecnologia, como também, a conservação do meio ambiente, para sua própria sobrevivência.
O resgate dos valores morais, sociais, científicos e éticos é fundamental para este processo de formação e transformação do homem. Acreditamos que este resgate é possível através do processo de socialização por que passam nossas crianças e que tem por objetivo consolidar o espírito de cidadania que tanto almejamos, onde o sentir, pensar e agir estão intrinsecamente ligados.
O Educar não pode ser concebido sem considerarmos a família com a qual a criança adquire competências diferentes daquelas propiciadas pela escola, e nesse sentido, procuramos estreitar os laços existentes, propiciando momentos de participação dos pais na vida escolar de seu filho. Neste processo, surge uma nova necessidade, a de trabalharmos as desigualdades sociais.
Para viabilizar esta parceria, estabelecemos uma sintonia entre as expectativas reais de nossa comunidade e os objetivos a que nos propomos com profissionais da Educação, qual seja: a inclusão social em seu mais elevado sentido.

 

Concepção de Criança

Entendemos a criança com um ser histórico e social, ativo e receptivo, cognitivo, afetivo e emocional, inserido numa cultura e numa sociedade. Como tal apresenta características próprias que devem ser levadas em conta para se entendam os fatores e processos pelos quais se dá o seu desenvolvimento.
A leitura e a apropriação do mundo vão se construindo a partir dela própria, das suas relações com o outro – adultos e crianças – e com os objetos. Ela tem uma maneira própria de interagir, vivendo intensamente o presente, não devendo, portanto, ser concebida como um “vir a ser”.
Consideramos a criança como um sujeito com competências e direitos. Desta forma a criança é compreendida como um ser singular e multifacetado, como um todo complexo, contextualizado e inter-relacionado frente à realidade em que vive.

 

Concepção de Aprendizagem

Entendemos aprendizagem como um processo dinâmico entre o indivíduo e o conhecimento. Por meio de um processo de construção e interação a criança aprende e se desenvolve.
Professores e alunos devem ter um papel ativo, descobrindo e experimentando diferentes formas de aprender a partir do contato com a realidade.
Pesquisar, realizar experiências, manipular objetos, participar de situações da vida cotidiana, brincar, relacionar-se com outras pessoas compõem os diversos momentos de aprendizagem oportunizados pela escola.

 

Concepção de Escola

Pensamos na escola como um espaço democrático de diversidade e pluralidade, em que pelo diálogo entre as diferenças se pode construir um ambiente de produção coletiva de respeito à singularidade de cada um, de construção da autonomia e, sobretudo, em um espaço em que os sujeitos criem seus próprios significados, ao invés de obtê-los formatados e predeterminados.
Entendemos haver uma necessidade premente de reorganizarmos as experiências de aprendizagem a serem priorizadas, nascendo assim nossa proposta curricular para a formação humanizadora de nossos alunos.

Nenhum comentário: